7 lições que eu aprendi com Moana · Um Mar de Aventuras


Sinopse: Moana Waialiki é uma corajosa jovem, filha do chefe de uma tribo na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores, que é seu maior hobbie e, também, trabalho. Querendo descobrir mais sobre seu passado e ajudar sua família, ela resolve partir em busca de seus ancestrais, habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é. Com a ajuda do lendário semideus Maiu, Moana começa sua jornada pelo mar aberto, onde vai enfrentar criaturas marinhas e descobrir antigas histórias do submundo. [trailer]

Não faz muito tempo fui ao cinema assistir a animação queridinha do momento: Moana, um mar de aventuras. Foi uma experiência deliciosa; ao lado de duas das pessoas que eu mais amo, sorri atoa, encantada com os personagens e as belíssimas paisagens do filme. Há muito que eu não assistia a uma animação que me injetava um gás de energia e inspiração, fazendo-me acreditar que nada é impossível para quem corre atrás dos seus sonhos e confia em si mesmo. Saí do cinema com o coração aquecido por tantos motivos, entre eles assistir a um desenho da Disney com uma personagem feminina extremamente empoderada, que enfrentou a não aprovação do seu pai, os seus medos e o receio do inesperado ao sair em meio a um mar desconhecido a fim de salvar a si própria e ao seu povo.

Com um sorriso no rosto, posso afirmar que Moana é um filme que fala sobre coragem, sonhos e poder feminino de uma forma leve e divertida, desconstruindo o tradicional papel das princesas da Disney: ficar a espera de um príncipe encantado que virá para lhes salvar em uma enrascada. Moana não é uma princesa, mas sim, uma garota com um coração puro e singelo com força de mulher, que acreditou no seu potencial e no seu poder de revolucionar o mundo a sua volta, ainda que todos a superestimassem. E como se já não fosse o suficiente, além de tudo isso, a animação se enquadra no teste de Bechdel, pois há personagens mulheres e super carismáticas que têm vez e voz e que não falam entre si sobre homens, mas têm papos que inspiram a quem está do outro lado da tela.

7 lições que eu aprendi com Moana

1. Precisamos fazer o que estamos destinados a fazer — geralmente, é aquilo que nos faz se sentir vivos, que faz o nosso coração sair pela boca. É a nossa missão. Talvez já a descobrirmos, quando ainda pequenos e mal sabíamos que esse seria o nosso propósito de vida. Talvez bem mais velhos, prestes a desistir de encontrar o porque da nossa existência. Mas, acredite, esta semente já está plantada em seu coração desde o momento em que você veio à vida.

2. Ainda que as pessoas nos julguem inaptas para isso. Idade não significa maturidade. Meu gênero não é sinônimo de fragilidade. Não mais rótulos. Não mais sexismo.

3. Se tiver alguém que apoie e acredite em você, por mais maluco que possa parecer o que você está prestes a fazer, demonstre gratidão.
4. E tudo bem sentir medo no caminho. É natural. Somos humanos e temos sensações a todo momento. Mas não permita que ele te impeça de realizar aquilo que está destinado a fazer.
5. Um pouco de loucura não faz mal. Já dizem por aí: as melhores pessoas são loucas. E sabe por quê? Porquê elas fazem a vida valer à pena.
6. Seja a sua própria heroína. Você não precisa de ninguém além de si mesma para construir a sua própria felicidade.
7. E por último, mas não menos importante, não desista dos seus sonhos. Uma frase que já fala por si só. Provavelmente, você será atingida por milhares de “Você não é capaz”, “Não sonhe alto demais”, “Você não é suficiente” e tudo o que você precisará será retirar de dentro de si mesma a força necessária para trilhar o seu próprio caminho e a sua própria felicidade para vida linda que certamente o futuro te reserva.

Moana é uma personagem que fala sobretudo com as meninas-mulheres e nos faz reconhecer a nossa força interior. Força esta que nos leva além das barreiras e rótulos construídos, que nos faz se sentir livres para sermos o que quisermos ser. Acima de tudo, Moana é uma personagem forte e encantadora, que luta pelo quer e não fica à espera de um “príncipe encantado” e fez-se necessário sair em busca do que tanto desejou, encontrar dificuldades e passar por diversas atribulações no caminho, para descobrir que ela era a sua própria heroína.


Fight like a girl.



E você, já assistiu ao filme? Teve alguma frase ou aprendizado que te marcou? Me conta qual a sua favorita! <3




pra tagarelar e ver umas imagens bonitas:

29 comentários:

  1. Assisti ao filme e gostei muito, a mensagem é ótima e é bom que as crianças que assistem já começam a colocar na cabeça desde cedo hahaha.
    Gostei de todas as lições, principalmente da 2 e da 7 ^^.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Lily! O filme é uma delícia de se ver.
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. to louca pra ver o filme. tenho uma irmã d 9 anos e tem sido bem difícil trazer referencias "feministas" infântis. não quero que ela cresça querendo ser uma princesa disney. gostei bastante do seu espaço.
    bjos
    Desconstruindo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida!
      Certamente você irá influenciá-la (da maneira certa) a ver que não precisamos de um príncipe encantado para sermos felizes. Boa sorte nessa jornada!

      Excluir
  3. Estou lendo e escutando tantas críticas boas á respeito desse filme, e quero assistir logo HAHAHAHA :P

    Gostei muito do que aprendeu. são lições essenciais para nossa sobrevivência né?

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Não perca a oportunidade, se você curte animações, tem boas chances de gostar. E, de quebra, ainda vai sair levando várias lições para a vida toda!

      Excluir
  4. Quando assisti esse filme, tive exatamente os mesmos aprendizados que você. Sou feminista e esse filme da Disney me deixou muito feliz e esperançosa! Saímos das princesas e estamos chegando mais perto da realidade. Esse filme me deu um gás enorme para muitos dos meus sonhos e vou comprar o DVD quando lançar para assistir sempre. Me emocionei bastante e estou apaixonada pela Moana, até o meu caderno da faculdade é dela, hahaha! Beijos!

    https://apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, a real é que eu me senti abraçada ao ver que a Disney está aberta a novas propostas! Quem sabe, em breve, poderemos dizer que se trata de uma nova era do lugar onde todos os sonhos viram realidade? Seria delicioso ver que estamos mudando, aos poucos, a perspectiva do/no cinema e fazendo história.
      WE ARE ROCK, GURL!

      Excluir
  5. Eu preciso assistir esse filme URGENTE! !
    Já li tantas resenhas tanto em blogs e face.
    E sobre esse empoderamento, acredito que é extremamente necessário no contexto que estamos vivendo.

    Sobre a lição número 01, mexeu muito comigo. A caminhada é longa.


    Seu comentário no meu blog foi SENSACIONAL! Vc simplesmente entendeu o contexto! !!!
    Tu é maravilhosa! !

    https://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então ainda dá tempo! Não perca a chance de ver esse filme para lá de gostoso e se inspirar com as aventuras da Moana.
      Que bom, Nat! Fico feliz de ter lido as entrelinhas.
      Volte sempre! <3

      Excluir
  6. Eu estou super ansiosa para assistir Moana, porém (apesar da época do ano) estou numa fase super corrida e atribulada da universidade e não encontro tempo.
    Só vejo posts falando maravilhosamente bem desse filme, e adorei a perspectiva diferente que você trouxe em forma de texto. Espero absorver todas essas lições e muito mais quando tiver a experiência de lê-lo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, Jade, espero que essa correria passe logo e você tenha o break que merece! Acredito que vai ser uma ótima experiência para ti. Espero que goste! Ah, e se a gente se encontrar por aí, me diz o que achou.
      Um beijo!

      Excluir
  7. Tô pra assistir, sabe? Amei as lições, parece ser um filme encantador <3

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto a isso, prometo que você não irá se decepcionar!

      Excluir
  8. As lições que aprendemos em todos os filmes da Disney. É por isso que eles são tão bons e especiais. Amei o post! ♥
    Beeijos

    www.marinaalessandra.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que você irá se surpreender com Moana, afinal, este não é mais um filme “qualquer” da Disney. Espero que consiga ter uma perspectiva diferenciada, Marina.

      Excluir
  9. Oi Anna, tudo bem?
    Eu ainda não tive tempo para assistir Moana, mas já vi tantos comentários positivos sobre o mesmo que eu sempre ficava curiosa. Agora depois de ver o teu post a minha curiosidade aumentou ainda mais. As lições que o filme passou à você são lindas <3

    Beijos
    barbfurtado.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Barb. Tudo ótimo!
      Que bom que sua curiosidade aumentou, quem sabe assim você dá uma chance?
      Have fun!

      Excluir
  10. Ooie Anna! 💥❤🙈🌞. Então, ainda não tive a oportunidade de ir assistir Moana nos cinemas. Devo confessar, que já assistir o trailer, claramente, graças a grande repercussão que o filme estava tendo. Mas não me animei tanto assim a ir assisti-lo. Ainda não tinha parado para perceber quais seriam as coisas boas que o filme poderia me trazer. Principalmente essa questão do empoderamento feminino, não tinha parado para analisar a longa dessa forma. Sem dúvidas, estou com vontade de assistir. E devo essa vontade a você. Porque até então eu não iria. Uahauahuaha. Adorei a postagem.

    Gostaria de agradecer pelo comentário que deixou no AP. Fico muito feliiiiz quando vejo que alguém conhece/conheceu/ainda acompanha o blog mesmo depois de tanto tempo. Obrigado mesmooo! 🙈❤💥. S U C E S S O PRA GENTE!

    ACESSO PERMITIDO. 🌞.
    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eclimar! É um prazer tê-lo aqui.
      Certamente você viu algo sobre o filme por aí, pois como você bem pontuou, fez sucesso e estava em todos os lugares. Fico feliz em ver que mudei sua opinião a respeito. E oh, isto que é o gostoso de assistir filmes! Ao final deles, pensar em qual lição ficou para nós.
      Obrigada você por ser sempre alguém tão atencioso com seus leitores. Sucesso sempre, meu caro!

      Excluir
  11. Desde os primeiros trailers e toda essa premissa da Disney de criar uma personagem feminina empoderada eu já sentia todo o potencial que esse filme tinha. É representatividade pra nossas meninas, sabe? Uma geração que está nascendo já com mentalidade diferente da nossa e mais ainda diferente de nossas mães. Uma geração que sabe que nada é impossível pra elas por causa do gênero, que elas não podem nunca serem ridicularizadas ou inferiorizadas por serem quem são. Eu achei o máximo todos os itens que você enumerou. A 3 é a que mais combina comigo. Meu melhor amigo é o melhor amigo do meu ex. Sim, sim. Uma complicação só. Mas apesar disso, desde quando eu decidi terminar, ele disse que não se importava com nosso relacionamento e queria ser meu amigo. Pro que desse e viesse. Não falo com meu ex. E esse amigo continua sendo melhor amigo do meu ex. Mas a gente conversa tanto e ele me apoia em tanta coisa, que só posso agradecer por tudo. Muitas coisas ele vem pedir conselho só pra mim.

    Carol, miga! Vim conhecer seu blog antes de responder seu comentário lá no Conto porque nem to sabendo o que responder. Fiquei boba rindo aqui na frente do computador com aquele comentário tão lindo.

    O Cartas é um babyblog igual o Conto! Vamos acompanhar esse crescimento juntas!

    Ah, te segui no insta - do blog e o pessoal - e te solicitei amizade lá no Filmow. :)

    Já assisti O Casamento Grego e acho esse filme super amorzinho! No início, só com a só sinopse eu pensei que se tratava de um livro com romance meio água-com-açúcar. Mas essa questão da tradição da família e o dever que ela tem de se casar muda tudo de figura. É estar entre a cruz e a espada literalmente. Seguir o coração ou orgulhar os pais? Eu não queria estar no lugar da Dóris, mas quero muito ver como ela reage a esse dilema. E claro, principalmente saber com quem ela termina.

    Ótima resenha! Adorei.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miga, peço perdão pelo erro: do que está escrito "Já assisti..." em diante era comentário para um outro blog. Como meu navegador quase sempre dá erro quando vou comentar. Acabo copiando todos os comentários só pra não correr o risco de perder. Acontece que quando vou copiar o código HTML de link, às vezes esqueço que tem outra coisa no Ctrl+V e acaba saindo uns micos desses. Sorry...

      Excluir
    2. Selma, estou feliz em saber que você compreendeu perfeitamente o propósito do filme. A representatividade da personagem é, além de bem colocada, bela de se ver. A Moana é como qualquer outra garota da nossa geração, que cultiva dentro de si sonhos, inseguranças, medo e ainda assim, continua a acreditar naquilo que faz o seu coração vibrar.
      Obrigada pelo carinho! Será um prazer caminhar junto à você aqui na blogosfera.

      Excluir
  12. Que delícia de post. <3 Eu ainda não consegui assistir Moana (meu lado Disney Freak nesse momento chora), mas já estou amando mesmo sem ter visto, porque todo mundo fala tão bem! <3 O seu último aprendizado é o mais verdadeiro e o mais Disney possível. É como o Sr. Disney dizia: "Todos os nossos sonhos podem se realizar se tivermos a coragem de persegui-los." <3

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você se sente assim antes mesmo de assistir ao filme, certamente irá se encantar ao vê-lo. Espero que sua experiência seja maravilhosa! <3

      Excluir
  13. Ooi!
    Tem tanta gente falando desse filme, quando lançou o trailer fiquei morrendo de vontade de assistir, mas infelizmente eu ainda não vi, mas pretendo ver com certeza hahah. Gostei muito do post e mesmo não tendo visto o filme, sinto que eu amo amar muito hehe.
    Gostei das lições. A lição 1 mexeu muito comigo, me deixou com mais vontade ver o filme ainda, me fez pensar...
    A lição 2 também é uma lição muito importante!! Aliás todas são né. Mas acho que todos deveriam reconhecer, adquirir essa lição pra vida. Estamos precisando.

    Beijos!
    http://creative--theory.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Polly!
      Espero que até esta data você já o tenha visto, se não, corra para o site online mais próximo e veja asap!
      Ah, e que bom que lhe causei essa sensação! Faça bom proveito dela enquanto há tempo para analisar (e, se necessário, revirar) a sua vida e sentir se está no caminho certo.

      Excluir
  14. Essa primeira lição é a mesma coisa que dizem quando vamos escolher a nossa área profissional: fazer o que gosta facilita tanto na vida profissional quanto na vida pessoal, fora que o "trabalho" vira "diversão" por ser algo que a gente gosta né? Quando a gente faz o que gosta, parece que nascemos para àquilo, é muito bom! Nossa, essa segunda lição eu preciso estampar na minha testa pra ver se as pessoas entendem que não se deve julgar por fora, tem que se permitir conhecer a pessoa, sabe? Essa terceira lição é o que eu venho mais captando no momento, todo mundo que me dá apoio e suporte para os meus sonhos, já estou colocando na lista dourada, sabe? Hahaha! Essa quarta lição eu percebi muito no filme e adorei! Porque me vi no lugar dela, estou no fim da faculdade e já tinha batido aquela desanimação, sabe? Porque acontece, a gente acaba se desgastando, mas agora estou me inspirando de novo. Amo essa frase: as melhores pessoas são loucas!!! Essa sexta lição eu vou anotar no meu caderno, isso sim. E a última lição foi como chave de ouro mesmo. Adorei! Eu já fiz uma resenha sobre o filme, mas vou editar o post e linkar seu post lá, posso? (Me responde lá pelo blog ou pelas redes sociais, pra saber se posso mesmo)

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Encontrar a nossa missão abre um leque para diversas áreas, mas torna-se mais “fácil” de compreendê-la ou “vê-la” quando aplicada ao trabalho.
      Gostei de ver, Thami! E é claro que pode linkar o Cartas, será um prazer aparecer por lá!

      Excluir